Como Instalar Ventilador de Teto

O ventilador de teto é uma boa opção para ajudar a amenizar o calor nos dias de verão. Produz menos ruído que o ventilador comum e espalha o ar por todo o ambiente e ainda oferece a possibilidade de  trabalhar nas funções ventilação ou exaustão. O único problema está no fato de que ele não vem pronto para ser usado como o ventilador comum que, depois de adquirido basta ser ligado a uma tomada para funcionar, o ventilador de teto tem que ser instalado por um técnico ou por você, se tiver algum conhecimento na área, porém mesmo que não o tenha, fazendo a leitura desta postagem e seguindo um passo a passo de seu conteúdo, verá que sua instalação não é um bicho de sete cabeças e com certeza você a fará com sucesso, economizando um bom dinheiro, considerando que um técnico cobra praticamente o mesmo valor do equipamento para instala-lo.
Obviamente as instruções aqui disponíveis devem ser consideradas como um exemplo genérico e não devem ser levadas ao pé da letra (a não ser que seu ventilador seja igual ao modelo do exemplo), pois existem muitas marca e modelos diferentes onde cada um têm suas próprias características, mas no geral a maioria seguem os mesmos princípios tanto de funcionamento como de instalação.

Ferramentas:
Para instalar o ventilador será necessário ter em mãos algumas ferramentas, veja quais são:
  1. Furadeira
  2. Broca de vídea 10 mm
  3. Alicate comum
  4. Alicate de corte
  5. Chave de fenda grande
  6. Chave de fenda pequena
  7. Fita isolante
  8. Escada
Procedimentos:
Ao mexer com eletricidade é sempre conveniente desligar a rede elétrica para evitar o risco de choque elétrico e curto-circuito.
Se o ventilador for novo, dentro de sua caixa deve haver um manual de montagem e o esquema de ligação, o qual deve ser seguido, portanto, leia-o com atenção e por inteiro e só passa à próxima etapa depois de ter compreendido todos os procedimentos, assim você terá maiores chances de obter sucesso na instalação com relação ao modelo do seu aparelho.
Normalmente a primeira coisa que as pessoas costumam fazer é ir logo montando o ventilador inteiro e só depois pensam na sua instalação, e este procedimento é muito errado, pois além de dificultar sua instalação, muito provavelmente irá fazer com que as pás fiquem tortas e desalinhadas podendo também serem riscadas por alguma ferramenta durante a instalação, portanto monte sim o ventilador, mas deixe as pás para serem colocadas somente depois de o aparelho ter sido instalado e testado. Outra observação importante é no caso quando se adquire mais de um ventilador, as pás dos mesmos não devem ser misturadas entre si, pois elas saem de fabrica com o mesmo peso e ajustadas cada uma para seu próprio aparelho, e se misturadas é muito provável que você não consiga fazer o alinhamento e o balanceamento final com a precisão ideal.
Considere que ventiladores de teto como o próprio nome diz são para serem instalados no teto e lá devem permanecer, afinal de contas é a sua cabeça que vai estar em baixo, portanto tenha muita atenção com sua fixação e certifique-se de que o teto será capaz de suportar o peso do mesmo.

Fixação:
  • Se for instalar em forro falso ou em gesso, utilize suporte adequado e adaptado especificamente para o seu caso. 
  • Em forros de madeira é conveniente fixa-lo num ponto em que os parafusos atarraxantes atinjam também o caibro que esta no lado de cima do forro e não só nas tábuas que são finas e não dão boa sustentação. Uma boa opção é a utilização de parafusos com porca e contraporca que possam transpassar este caibro. 
  • Em lajes pré-moldadas e de concreto o suporte deve ser fixado com parafusos e buchas N°10 se no ponto à ser fixado houver resistência para isso, ou com arame galvanizado N°16 (atenção nunca use arame recozido que apodrece com o tempo) transpassando-a se por acaso a furação pegar a parte oca da laje, como na figura 2, veja que para dar equilíbrio e estabilidade, a amarração está feita em lados opostos e alternados do suporte. Quando houver caixinha chumbada na laje, se a mesma for de ferro poderá ser usada como base, mas mesmo assim é conveniente fazer um reforço com arames, porém se a caixinha for de plástico não servirá para a fixação.
Imagem  - 2
Se você estiver reinstalando o ventilador, o mesmo já deve estar montado, porém se o ventilador for novo monte-o seguindo as instruções do seu manual, mesmo assim estou disponibilizando aqui os manuais de dois modelos caso não tenha os seus em mãos. Para visualiza-los ou fazer o download, utilize os links abaixo.

Montagem:
Abaixo estão as instruções de montagem do ventilador modelo 2, clique sobre as imagens para melhor visualiza-las.

Vista explodida
Abaixo a vista explodida do mesmo aparelho e também o esquema de ligação elétrica.
Figura  - 5
Instalação Elétrica
Apesar de haver centenas de marcas e modelos diferentes de aparelhos, a instalação elétrica da maioria deles é basicamente a mesma, ou seja, cinco fios, sendo dois pertencentes à lâmpada e outros três pertencentes ao motor, e neste ultimo são dois de uma cor e um terceiro de cor diferente, os quais são ligados da seguinte forma: os da lâmpada não tem nenhum segredo bastando liga-los nos mesmos fios que alimentavam a lâmpada anteriormente, porém sabendo que um dos fios que alimentam esta lâmpada vem diretamente da rede, o mesmo também servira para alimentar o motor através do fio de cor diferente, os outros dois de cor igual devem seguir em direção ao painel de comando, e para isso deve ser acrescentado ao circuito mais dois fios partindo do ventilador até a caixinha onde será instalado o painel de comando do aparelho. Um detalhe importante a ser observado é que dependendo do tipo de painel de comando, será necessário instalar o capacitor que acompanha o aparelho, ligando-o nos dois fios novos que foram acrescentados ao circuito, observe este detalhe na figura N°3. No entanto esta ligação só funciona em aparelhos cujo painel de comando utiliza dimer (controle rotativo ou deslizante de velocidade) para controlar a rotação, como é o caso do modelo constante na figura N°5. Para painéis onde a rotação é controlada por chave de duas ou três posições, este capacitor já vem acoplado ao painel, como na imagem N°6 e 7, bastando apenas seguir as instruções de ligação.
Imagem - 6
Ligação da lâmpada:

Se seu painel estiver como o da imagem abaixo, e se a ligação da lâmpada não tiver que ser em paralelo, basta ligar os fios da chave que correspondem à lâmpada naqueles que já estavam no interruptor antigo, tomando o cuidado de ligar o centro da chave (fio branco) na rede e o outro (fio azul) na lâmpada.

Ligação da lâmpada em paralelo:
Uma das duvidas na instalação dos painéis, é a de como ligar os fios das lâmpadas em circuitos paralelos. Na maioria dos casos o painel vem configurado sem o sistema paralelo como é o caso da imagem abaixo:
Imágem  - 7
E neste caso será necessário fazer uma modificação no circuito acrescentando mais um fio e substituindo outro, veja esta modificação na imagem abaixo onde o fio preto que interliga as duas chaves (foto de sima) foi substituído por um mais longo e na chave da direita (pertencente à lâmpada) foi acrescentado mais um fio no terminal que estava livre.
Imágem - 8
Ligação do motor: 
    Fazendo isto os circuitos da lâmpada e do motor estão separados e prontos para serem ligados. Como agora eles são independentes faça a ligação dos fios da lâmpada naqueles que já estavam ligados no circuito anterior, e os do motor serão ligados da seguinte forma: o fio verde que esta no centro da chave do meio (chave reversora) deve ser ligado à rede no fio oposto ao que foi ligado ao ventilador, e os pretos que se localizam nas extremidades da mesma chave devem ser ligados naqueles fios novos que foram acrescentados ao circuito, note que neste tipo de chave o capacitor já veio acoplado a ela dispensando o acréscimo de outra peça ao circuito. Somente a titulo de curiosidade, a função deste capacitor é criar uma terceira fase na rede já que os motores deste tipo de ventilador são trifásicos, e neste tipo de painel alem de gerar esta terceira fase, eles também controlam a velocidade de rotação, por isso ficam instalados neste local e seus terminais interligados a chave de velocidade.

Configuração extra de ligação:
Abaixo esta o circuito de ligação de um painel que utiliza o dimer como regulador de velocidade de rotação, note que o capacitor neste caso poderá ficar em qualquer ponto do circuito, apesar de normalmente ser instalado dentro da canopla para facilitar a manutenção. Note também a forma como esta montado o circuito paralelo da lâmpada que neste caso, nas ligações do painel é utilizado um fio em comum com o ventilador.
Aterramento:
Embora a maioria das pessoas ache desnecessário fazer a ligação do fio terra ao equipamento, a recomendação é que ele seja instalado, a fim de garantir a segurança contra o risco de choque elétrico durante possíveis manutenções e trocas de lâmpadas, ele deverá ser ligado a uma rede própria de aterramento ou na falta desta apesar de não ser o mais adequado, ao fio negativo da própria rede elétrica.

Alinhamento e balanceamento das pás:
Todo ventilador de teto vem com as pás independentes umas das outras, e sendo assim é normal que após sua instalação o ventilador venha apresentar alguma vibração devido ao desbalanceamento, pois por mais que as pás saiam de fabrica ajustadas, é impossível evitar pequenos entortamentos e desajustes durante sua instalação, e estas vibrações além de incomodarem e de colocar em risco a fixação do aparelho, podem provocar a queima frequente das lâmpadas. Para resolver este problema, siga os passos indicados na postagem seguinte:

Características Técnicas
Embora cada aparelho possua suas próprias características técnicas, abaixo estão as de dois modelos e que servem de parâmetros básicos para o instalador obter as informações necessárias à instalação.
Informações adicionais:
  • Não se esqueça de dobrar as pontas da copilha, caso contrario seu ventilador poderá cair.
  • As cores dos fios mencionadas no exemplo se referem ao modelo em questão, podendo variar de acordo a marca e o modelo do aparelho.
  • Os novos fios a serem adicionados ao circuito devem ser de 1,5 mm de diâmetro.
  • A potência da lâmpada a ser utilizada deve estar de acordo com a orientação do fabricante do aparelho (lâmpadas fortes demais podem derreter o lustre de plástico).

    Seguidores

    Link de inscrição no Youtube

    Se inscreva em meu canal do Youtube para receber novidades. Ciência Compartilhada